A Região Autónoma da Madeira e Lisboa são as regiões do país com a maior taxa de ocupação, 77,5% e 72,5% respetivamente. A região de Lisboa apresenta também o preço médio por quarto mais elevado do país (80,65 euros). Todas as regiões viram as suas receitas por quarto disponível (RevPAR) crescer. No entanto, Lisboa volta a destacar-se com uma receita de 59,18 euros, um aumento de 5,58 euros face ao ano passado.

De acordo com o Atlas da Hotelaria 2017, a cidade de Lisboa registou em 2016 uma taxa de ocupação superior a algumas das grandes cidades europeias (76,2%), como Roma, Madrid e Paris, embora ainda se encontre abaixo de Londres, Amesterdão e Barcelona. No entanto, o valor das receitas por quarto disponível (RevPAR), de 69,1 euros no caso de Lisboa e de 42,9 euros no caso do Porto, ficam abaixo da média europeia, que é de 87,9 euros.

A Região Autónoma da Madeira e o Algarve apresentam a estadia média mais elevada, com 5,39 e 4,49 dias. Quando analisado o índice de sazonalidade, os meses de julho, agosto e setembro são os que registam o maior número de dormidas.

Tags:

Deixe uma resposta